Header Ads

Jon Snow: tudo que você precisa saber sobre o herói de 'Game of Thrones'

Jon Snow encontra Fantasma, lobo gigante que o acompanha por Westeros (Foto: Reprodução/HBO)

 

Quem diria que o tímido Jon Snow do primeiro episódio de Game of Thrones se tornaria um dos personagens mais importantes ao longo da saga? De filho bastardo de Eddard Stark à principal liderança contra o avanço dos White Walkers, Snow é um dos poucos personagens que apresenta as características de um típico herói medieval: é bondoso, honrado e norteia suas ações de acordo com os princípios de lealdade da família Stark.

Interpretado pelo ator Kit Harington, o personagem também é autor de uma das principais proezas de Game of Thrones: ele foi assassinado, mas retornou do mundo dos mortos para seguir com seu objetivo de vingar a família Stark e, de quebra, salvar Westeros da horda de mortos vivos que vem das terras para além do Norte.

Para a próxima temporada, os fãs esperam que mais detalhes sobre sua vida sejam revelados. Afinal, ao que tudo indica, sua origem é bem diferente daquela contada nos primeiros episódios da série. Confira a seguir um resumo completo da trajetória de Snow ao longo das seis temporadas de Game of Thrones: 

A volta de Jon Snow (Foto: Reprodução/HBO)



Apesar de viver no castelo de Wintefell, lar da Casa Stark, o jovem não é considerado um membro legítimo da família de nobres: Jon sempre foi considerado o filho ilegítimo de Eddard (Ned) Stark, chefe da Casa, que teria mantido um relacionamento extraconjugal com uma mulher desconhecida durante a rebelião liderada por Robert Baratheon. Por conta disso, o jovem recebe o sobrenome de 'Snow', dado aos filhos bastardos dos nobres do Norte de Westeros. 

Em The Winter is Coming, primeiro episódio da série, o peso de ser um filho bastardo é visível Quando a família Stark encontra uma loba gigante morta junto de seus recém-nascidos, Jon Snow reconhece que os filhotes deveriam ser presenteados apenas para os filhos legítimos de Ned Stark – Sansa, Arya, Robb, Bran e Rickon.

Quando já estavam deixando a clareira de onde encontraram os lobos gigantes, os Stark descobrem que ainda existia um sobrevivente: batizado de Fantasma, por ser albino, o animal se tornará o grande companheiro de Jon ao longo de sua jornada. 

Ser um filho bastardo também causava outros problemas: Catelyn Stark, matriarca da família, rejeitava o jovem, por ser uma lembrança viva da traição de Eddard. Sem encontrar boas perspectivas no castelo de Winterfell, Jon decide seguir os passos do tio Benjen Stark e ingressar na Patrulha da Noite.

Ordem militar criada há milhares de anos para proteger as fronteiras de Westeros, os soldados da Patrulha tinham o dever de proteger a Muralha, a enorme fortaleza de gelo que separa o Norte dos territórios dominados pelos "selvagens" e por criaturas desconhecidas. Mesmo sabendo dos sacrifícios destinados aos membros da Patrulha da Noite – seus membros não podem se casar e devem servir à ordem até a morte – Jon Snow decide seguir para a Muralha. 

De bastardo a Lorde Comandante da Patrulha da Noite (Foto: Reprodução/HBO)

 

 

Se em tempos de paz a vida na Muralha não é das mais fáceis, a guerra civil que se espalha por Westeros deixa os estoques de comida cada vez mais escassos. Sem contar as notícias ameaçadoras que chegam para além da Muralha, com rumores de que tribos selvagens se unificaram sob a liderança do ex-patrulheiro Mance Rayder e estão se preparando para atacar as terras westerosi.

Para ficar mais fácil, colocamos os principais fatos da jornada de Jon Snow na Muralha em tópicos: 

- Snow chega à Muralha na companhia de Tyrion Lannister, que gostaria de conhecer as fortificações milenares. A recepção ao novo patrulheiro não é das melhores: Sor Alisser Thorne, mestre-das-armas da Muralha, se torna um de seus desafetos. Com um efetivo cada vez menor e mais desqualificado, Jon Snow ajuda a treinar alguns soldados e faz amizade com Samwell Tarly, que é alvo de zombarias. 

- Após ser nomeado escudeiro de Jeor Mormont, Senhor Comandante da Patrulha da Noite, Jon enfrenta seu primeiro desafio como um guerreiro: mortos que estavam no pátio do Castelo Negro, principal fortaleza da Muralha, voltaram à vida e atacam os soldados da ordem. O Senhor Comandante quase é morto pelas criaturas, mas Jon Snow salva sua vida – Mormont, em gratidão, presenteia o jovem com a espada Garralonga, feita com o lendário aço valiriano.

-  O Senhor Comandante Jeor Mormont decide realizar uma expedição para descobrir o motivo do aparecimento dos mortos-vivos e tentar localizar Benjen Stark, que estava desaparecido nas terras para além da Muralha. Jon Snow recebe a missão de acompanhar o patrulheiro Qhorin Meia-Mão para acompanhar as atividades dos selvagens liderados por Mance Rayder.

- Ao passar os muros da Muralha e percorrer as terras desconhecidas do além do Norte, o grupo da Patrulha da Noite é surpreendido pela ação de um grupo de selvagens liderado pelo guerreiro Camisa de Chocalho. Qhorin Meia-Mão arquiteta um plano para que Jon Snow conseguisse se infiltrar entre os selvagens e chegar até Mance Rayder. Fingindo que teria abandonado os votos da Patrulha da Noite, Snow entra em combate com Qhorin, que é morto.

- Conquistado o respeito dos selvagens, o guerreiro descobre coisas melhores do que a guerra: ele se apaixona por Ygritte, que faz parte do grupo de Camisa de Chocalho. Ela é a autora de uma das frases mais conhecidas da série "Você não sabe de nada, Jon Snow", o famoso "sabe de nada, inocente". Snow até mantém a lealdade à Patrulha da Noite, mas descumpre uma das regras da ordem ao ter (algumas) noites de amor com Ygritte. 

"Sabe de nada, Jon Snow" (Foto: Reprodução/HBO)

- Ao chegar ao acampamento de guerreiros de Mance Rayder, Jon Snow declara seu apoio aos selvagens e conquista a confiança do líder. Junto de Ygritte e os guerreiros de Camisa de Chocalho, o jovem recebe a missão de escalar a Muralha para iniciar o ataque aos territórios do Norte e assaltar Castelo Negro. Quando o grupo inicia um massacre em um vilarejo, a honra de Jon fala mais alto e ele parte para o ataque contra os selvagens. Ygritte, sentindo raiva pela traição, dispara flechas e atinge o guerreiro, que foge a cavalo. 

- Ferido, Snow chega à Muralha com uma avalanche de más notícias. Recebe a informação sobre os eventos do Casamento Vermelho e dos assassinatos de Catelyn e Robb Stark. Para piorar, é comunicado do desastre que aconteceu no Punho dos Primeiros Homens, onde parte da Patrulha da Noite foi dizimada pelo exército dos mortos-vivos – durante a fuga, o Senhor Comandante Mormont é assassinado em um motim. 

- Para piorar, Alisser Thorne e outros desafetos de Jon Snow, acusam o guerreiro de trair a Patrulha da Noite ao se aliar com os selvagens e matar Qhorin Meia-Mão. Parte do grupo deseja condená-lo à morte, mas o meistre Aemon, o sábio de Castelo Negro, intervém a favor da absolvição de Snow. 

- Com poucos homens à disposição, Jon Snow volta a percorrer os caminhos para além da Muralha para vingar o assassinato de Mormont: na Fortaleza de Craster, local onde os guerreiros da ordem se mantinham abrigados para as viagens à terra dos selvagens, Snow lidera o ataque contra os revoltosos e mata Karl Tanner, o chefe do motim. 

- Não há muitos motivos para comemorar, no entanto. Com um punhado de soldados da Patrulha da Noite, Jon Snow inicia os planos para defender a Muralha do ataque dos selvagens. Pela primeira vez na história, os grupos que vivem nas regiões do extremo Norte se aliaram para invadir às terras de Westeros. 

Jon comanda a defesa da Muralha (Foto: Reprodução/HBO)

 


- Sem um Senhor Comandante experiente para definir as táticas de defesa, coube a Jon Snow a principal liderança para proteger a Muralha e a invasão a Castelo Negro. A batalha foi uma carnificina: membros da Patrulha da Noite morreram aos montes na defesa dos portões, que foram atacados por gigantes e mamutes. Além da morte de antigos companheiros, Snow sofreu outra trágica perda no conflito: Ygritte, que invadiu o pátio de Castelo Negro, foi flechada pelo garoto Olly (guarde bem esse nome) e morreu nos braços do seu antigo/atual amado. 

- Quando a Batalha da Muralha parecia perdida para a Patrulha da Noite, chegou a cavalaria. Literalmente: Stannis Baratheon, um dos postulantes ao Trono de Ferro, soube da movimentação dos selvagens e decidiu seguir para as terras do Norte de Westeros. Com soldados bem equipados e treinados, Stannis comandou a vitória contra os invasores. Mance Rayder, então,  é condenado à morte.

- A Muralha foi salva, mas os problemas estavam longe de terminar. Stannis desejava que Jon Snow deixasse seu posto na Patrulha da Noite para libertar Winterfell do domínio de Lorde Bolton, um apoiador da Casa Lannister. Snow, no entanto, não aceita a oferta. Nesse meio tempo, os amigos de Snow decidem colocar o nome do guerreiro entre os candidatos a futuro Senhor Comandante.

- Admirados por sua liderança na Batalha da Muralha, os guerreiros da Patrulha da Noite decidem votar em Jon Snow para ocupar a liderança da Ordem. A decisão não é aceita por seus inimigos: Alisser Thorne e Janos Slynt dizem que Snow é um traidor, já que decidiu abrigar os selvagens nas terras de Westeros. Ao recusar obedecer uma ordem, Slynt é levado para o pátio de Castelo Negro e executado por Snow. 

Snow executa Janos Slynt (Foto: Reprodução/HBO)

-  Apesar dos protestos da Patrulha da Noite em abrigar os selvagens, Jon Snow entende o verdadeiro motivo que obrigou as tribos do Norte a tentar cruzar a Muralha. Guerreiros como Thormund, Terror dos Gigantes, relatam a Snow sobre as hordas de mortos-vivos que dominam as terras selvagens. Conhecidos como White Walkers (ou Caminhantes Brancos), eles têm um exército que cresce a cada dia — os mortos por esses monstros também se transformam nas criaturas brancas. 

- Junto de guerreiros selvagens, Jon Snow lidera uma expedição para Durolar, vilarejo localizado nas terras para além da Muralha. Ao lado de Thormund, Snow inicia uma negociação com os moradores da comunidade para abandonaram o local e se dirigirem às terras de Westeros, onde estariam mais seguros da ameaça dos Caminhantes Brancos. Mas nada está tão difícil que não possa piorar: antes de terminarem o encontro, o exército de mortos-vivos aparecem e iniciam um massacre aos habitantes de Durolar. 

- Após uma batalha épica pela sobrevivência, acontece um dos momentos mais esperados da temporadao Rei dos Caminhantes Brancos caminha por entre os mortos de Durolar e os desperta como mortos-vivos. O Rei da Noite encara Jon Snow que, atônito, foge junto dos sobreviventes. 

O Rei da Noite é revelado (Foto: Divulgação/HBO)

- Após ser perseguido por um exército de mortos-vivos, Jon Snow chega em segurança à Muralha. Mas não por muito tempo: um grupo de membros da Patrulha da Noite não concorda com a política de se aliar aos selvagens, considerando que isso seria uma traição ao código da ordem militar. Sir Alliser Thorne é um dos chefes do motim e Olly, o garoto que matou Ygritte durante a batalha em Castelo Negro, também apoia os inimigos de Snow. 

- Na última cena da quinta temporada, Snow é atraído por Olly para o pátio de Castelo Negro. Um grupo de membros da Patrulha da Noite está à espera do Senhor Comandante, que é recepcionado com uma placa escrita "Traidor". Snow, então, é cercado pelos traidores e esfaqueado: a cada estocada, os guerreiros clamam "Pela Patrulha". O garoto Olly dá o golpe de misericórdia em Snow, que cai sem vida sobre a neve. 

Durante um ano, os desconsolados fãs de Game of Thrones se recusavam a acreditar na morte do herói. Nem mesmo aqueles que leram a série de livros As Crônicas de Gelo e Fogo, de George R.R Martin, tinham mais informações sobre o que aconteceria com Snow, já que os fatos narrados na quinta temporada coincidem com A Dança dos Dragões, último livro lançado pelo escrito até agora. Com o início da sexta temporada, a decepção: no primeiro episódio, Jon Snow continuava morto em Castelo Negro. 

Mas após tantas mortes de membros da família Stark e outros personagens queridos, os produtores da série tiveram um lampejo de bondade. Ao final do segundo episódio, a feiticeira Melisandre, que acompanhara as tropas de Stannis Baratheon, clama ao deus do fogo para que Snow reviva. Após alguns momentos de expectativa, Jon respira e volta a à vida. 

Convenhamos, no entanto, que o clima não era dos melhores para Snow continuar a servir na Muralha: sob os olhares atônitos dos conspiradores, o Senhor Comandante executa os líderes da traição. Alisser Thorne é enforcado, assim como Olly — provavelmente, esse foi o único momento da televisão mundial que a morte de uma criança foi comemorada pelos fãs... 

Deu ruim, Olly (Foto: Reprodução/HBO)

 


Após cumpir a execução dos traidores, Jon Snow entrega o manto de Senhor Comandante para Edd Doloroso e diz "Minha patrulha terminou". A partir daí, começa um dos momentos mais emocionantes da sexta temporada de Game of Thrones: após fugir dos terrores de Ramsay Bolton, Sansa Stark chega até a Muralha e se encontra com seu meio-irmão. 

Juntos, Sansa e Jon iniciam um plano para reconquistar o castelo de Winterfell, que ainda está nas mãos dos Bolton — Stannis Baratheon enfrentara as tropas de Ramsay, mas foi massacrado. Com o apoio de amigos selvagens, como Thormund, Terror de Gigantes, e de Davos Seaworth, antigo aliado de Stannis, os remanescentes da família Stark marcham para as terras de sua família em busca de aliados. 

Antigas casas do Norte unidas por laços de lealdade com os Stark decidiram se unir à causa de Sansa e Jon. Outras famílias, no entanto, estavam receosas de trair a confiança dos Bolton e dos Lannister instalados em Porto Real. Mas nenhuma das negociações foi tão marcante quanto o diálogo de Sansa e Jon com Lyanna Mormont — apesar de ser uma criança, ela se mostrou mais preparada para governar um castelo do que quase todos os protagonistas da série. Ela oferece 62 guerreiros da Ilha dos Ursos que "lutam por 10 homens". 

Lyanna Mormont, a senhor da Ilha dos Ursos (Foto: Reprodução/HBO)

 


Apesar do desequilíbrio de forças, Jon Snow se coloca nas proximidades dos portões de Winterfell para combater o exército de Ramsay Bolton. Dá-se início, então, à "Batalha dos Bastardos", uma das produções de guerra mais incríveis da história da televisão (e por que não dizer, do entretenimento mundial). Com a crueza e o horror de um conflito entre exércitos, Snow e Bolton mudam suas táticas em diferentes momentos da batalha para tentar vencer o conflito. 

Em um dos momentos de maior aflição do episódio, o nono da sexta temporada, Snow é esmagado por cavalos e homens mortos que se acumulam no campo de batalha. Com muito esforço, ele consegue sair do amontoado de homens massacrados e retorna à luta. Quando as forças lideradas por Snow parecem derrotadas pelos Bolton, a reviravolta: um exército vindo do Vale da Águia e liderado por Petyr Baelish desequilibra as forças a favor dos Stark — apesar de todas as traições, "Mindinho" decide correr em socorro em favor de Sansa, por quem é apaixonado. 

A partir daí, os Stark conquistam parte de sua vingança. Sansa, submetida a violência sexual e psicológica por Ramsay Bolton, assiste à morte do vilão, que é devorado por seus cachorros assassinos. Com o castelo de Winterfell reconquistado, as demais famílias nobres se dirigem para prestar homenagens aos legítimos líderes do Norte. 

No último episódio da sexta temporada de Game of Thrones, Jon Snow vive seu momento de maior glória. No salão de festas de Winterfell, ele conclama os senhores a se juntarem na guerra contra os Caminhantes Brancosque chegam junto ao inverno mais rigoroso dos últimos tempos. Lyanna Mormont (mais uma vez) dá a mostra de sua sabedoria e reúne o apoio de outros líderes a favor de Snow: sob a ovação dos senhores nobres, ele é proclamado Rei do Norte. 

No mesmo episódio, um flashback revela mais detalhes sobre o passado de Jon Snow e dá pistas sobre uma teoria bastante conhecida pelos fãs. Na cena,  Lyanna Stark, irmã de Eddard Stark, dá a luz a um bebê e o entrega aos cuidados de Eddard antes de morrer por complicações no parto. 

Ao que tudo indica, essa criança é Jon Snow: o príncipe Rhaegar Targaryen e Lyanna haviam se apaixonado, apesar de ela ser prometida em casamento ao nobre Robert Baratheon. Grávida, Lyanna é levada por Rhaegar para a Torre da Alegria. Sem conhecer a história do romance, Robert acredita que ela fora sequestrada pelo futuro rei de Westeros e dá início à rebelião que derruba a dinastia Targaryen. 

Como o bebê seria assassinado por Robert caso o novo rei conhecesse a história de amor entre Lyanna e Rhaegar, Eddard Stark promete à irmã que protegerá a criança e adota Jon, afirmando que ele era seu filho bastardo. 

Caso a teoria se concretize, Jon Snow representará as duas famílias protagonistas de Game of Thrones: a nobreza do norte de Westeros e o fogo e a magia dos Targaryen. Resta saber agora se Snow conhecerá Daenerys e, eventualmente, se ele aprenderá a controlar algum dragão. Então, façam suas apostas e aguardem a nova temporada da série!

Jon Snow é aclamado como Rei do Norte (Foto: Divulgação/HBO)

 


 

Nenhum comentário

-Antes de sair lembre-se de COMENTAR nós damos muito valor a opinião do leitor(você)
-Críticas e elogios serão aceitos para que possamos melhorar cada vez mais.
-Diga com suas propias palavras
-Não use palavras de baixo calão

BOM AGORA QUE JA LÊU JA PODE COMENTAR!
Diga oque voce achou dessa publicação?

Tecnologia do Blogger.