Header Ads

Lauren Jauregui sobre Trump: “Sua evidente misoginia me deixa aterrorizada pelo futuro”

Junho é o mês do orgulho LGBTQ – o Pride Month – e por isso a revista Billboard pediu para vários artistas escreverem cartas para a comunidade. Publicamos os textos de algumas celebridades, como Britney Spears, RuPaul, Christina Aguilera, Elton John, Selena Gomez e da Celine Dion.

Outras personalidades participaram da ação, com Lauren Jauregui, do Fifth Harmony, e traduzimos as palavras dela. A cantora tem expressado suas fortes opiniões nos últimos meses. Novamente, ela tem algo a dizer. Lauren contou como se sentiu, sendo bissexual e de ascendência latina, quando Donald Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos.

“Eu acho que um dos momentos mais decisivos na minha buscar pela auto-aceitação auto-aceitação foi quando eu escrevi um artigo para a Billboard. A Campanha do Trump foi realmente o meu ponto de ruptura como uma artista feminina bissexual. Eu incorporei esses adjetivos porque todos eles eram partes de mim. E eu sentia que eles estavam sendo despidos de mim, questionados, ameaçados e até mesmo invalidados pela contínua conversa ignorante que o governo dele foi autorizado a desenvolver.

O modo como sua campanha foi executada me assustou. Sua evidente misoginia, homofobia, destituição das artes e a incessante ideologia que rotula minorias como terroristas, estupradores e criminosos. Isso realmente me deixa aterrorizada pelo futuro. E pelo futuro das crianças que crescem neste mundo. Isso me fez pensar se as pessoas também se sentiam assim. Quando ele ganhou, realmente quebrou meu coração. Eu senti como se a parte de mim que ama mulheres fosse invalidada e que essa é uma parte importante da minha história, e do quem eu sou. Aceitar isso em um contexto político, que atraiu a atenção do mundo, me fez perceber o quão polêmico um conceito por ser para que os humanos se sensibilizem.

O fascínio que a humanidade tem com o sexo, com quem está envolvido nisso e o que outras pessoas fazem quando se envolvem com isso me espanta. Passamos tanto tempo castigando o que outras pessoas fazem na escuridão de seus quartos, que nos esquecemos de que o amor é parte de nossas almas e pode ser sentido em um grande espectro de verdade. Qualquer um pode amar qualquer um e todos nós devemos amar uns aos outros, não procurando razões para segregar e invalidar um ao outro.

Quando eu estabeleci meu objetivo de ajudar a consertar essa bagunça usando minha arte, eu jamais imaginaria que minha jornada seria dessa forma. Eu sou grata por cada momento e estou orgulhosa de ser quem sou. Estou ainda mais agradecida por viver em uma geração onde está acontecendo um despertar para a compreensão do amor, e o quanto isso pode curar a todos, especialmente na juventude. Eu sei que ajudei os meus fãs, da minha própria forma, a chegar um acordo consigo mesmo, se amem e amem uns aos outros. E é verdade que esse processo de cura começa por mim.”

No ano passado, depois das eleições norte-americanas, a cantora se declarou bissexual e escreveu uma carta manifestando sua indignação quando Donald Trump foi eleito.

O post Lauren Jauregui sobre Trump: “Sua evidente misoginia me deixa aterrorizada pelo futuro” apareceu primeiro em PAPELPOP.

Nenhum comentário

-Antes de sair lembre-se de COMENTAR nós damos muito valor a opinião do leitor(você)
-Críticas e elogios serão aceitos para que possamos melhorar cada vez mais.
-Diga com suas propias palavras
-Não use palavras de baixo calão

BOM AGORA QUE JA LÊU JA PODE COMENTAR!
Diga oque voce achou dessa publicação?

Tecnologia do Blogger.