Header Ads

Não existe limite para o quanto humanos podem viver, diz pesquisa

 (Foto: Flickr / Imagens Portal SESCSP)

 

Segundo estudo publicado na revista científica Nature por especialistas da Universidade McGill, no Canadá, o limite da vida humana ainda não foi identificado. A pesquisa foi realizada por Bryan G. Hughes e Siegfried Hekimi, que analisaram a população dos Estados Unidos, do Reino Unido, da França e do Japão desde 1968.

"Nós simplesmente não sabemos qual é o limite de idade. De fato, ao ampliar as linhas de tendência, podemos provar que a expectativa de vida máxima e média podem continuar a aumentar em um futuro próximo", afirma Hekimi para o portal Medical Xpress.

Para os autores, uma prova disso é o crescimento da esperança de vida que já se pode notar hoje. Em 1920, por exemplo, um canadense tinha expectativa de viver 60 anos; em 1980, 76, e, atualmente, 82. Se o "limite" da vida tem crescido ao longo das décadas, ainda é impossível dizer qual o máximo que uma pessoa pode viver.

Outros especialistas argumentam, no entanto, que hábitos de vida contemporâneos podem diminuir a longevidade. "É difícil adivinhar. Trezentos anos atrás a maioria das pessoas vivia pouco. Se tivessémos falado que um dia a maior parte dos humanos poderia viver mais de cem anos, eles teriam nos achado loucos", conclui Hekimi.

(com informações de Medical Xpress)

Leia também
+ 13 animais que vivem mais que os humanos
+ Ensaio fictício mostra a vida de mulheres em clínicas de "cura gay"

Nenhum comentário

-Antes de sair lembre-se de COMENTAR nós damos muito valor a opinião do leitor(você)
-Críticas e elogios serão aceitos para que possamos melhorar cada vez mais.
-Diga com suas propias palavras
-Não use palavras de baixo calão

BOM AGORA QUE JA LÊU JA PODE COMENTAR!
Diga oque voce achou dessa publicação?

Tecnologia do Blogger.