Header Ads

Por que ficamos amigos de ex? A ciência achou 7 razões

“Espero que possamos ser amigos” é um dos maiores clichês do término de um relacionamento (passa bem perto do “não é você, sou eu”). Uma dupla de pesquisadores da Universidade de Oakland, no entanto, resolveu levar a frase a sério – e entender o que motiva as pessoas a querer manter uma amizade com os ex.

A primeira possibilidade, claro, é que elas não queriam ser amigas – mas mentem porque acham que é o que a outra pessoa quer ouvir. Deixando essa visão pessimista de lado, os pesquisadores começaram, por ouvir 350 pessoas, que deram todos os motivos que elas puderam pensar para dois ex-amantes querem ser amigos depois do término. A lista preliminar tinha 156 motivos. Mas quais deles realmente influenciam na hora de tentar uma reaproximação?

Um segundo grupo com experiência em términos avaliou a importância desses motivos de 1 a 5. A lista final ficou com 7 motivos, listados em grau de importância.

Confiabilidade / sentimentalismo

“Ela/ele me tornou uma pessoa melhor”

Este foi o campeão, votado o mais importante da lista. Ficamos amigos dos ex, em primeiro lugar, quando eles continuam sendo pessoas de confiança com quem queremos poder contar e por quem temos boas memórias.

Filhos e outros recursos compartilhados

“Temos um filho/dividimos uma casa”

Em segundo lugar, a amizade era motivada por outras ligações entre os dois que iam além do relacionamento em si, como filhos e patrimônio construído em parceria. Vale lembrar, porém, que a população que participou do estudo era universitária, com média de 21 anos de idade (e, portanto, com pouca experiência em ter filhos). Se feita com outra amostra, é bem possível que esse motivo pulasse do segundo para o primeiro lugar.

Manutenção das relações sociais

“Para evitar que as coisas ficassem estranhas em nosso grupo de amigos”

Depois dos filhos, vem os amigos: casais que dividem o mesmo círculo social também achavam bastante importante manter boas relações depois do término, para não colocar as outras amizades em posições constrangedoras.

Atração romântica

“Ainda tenho sentimentos por ela/ele”

O clichê de filmes retorna. No quarto lugar, a amizade é motivada porque pelo menos um dos lados não queria ter terminado o namoro.

O fim da atração romântica

“Eu perdi o interesse sexual nela/nele”
Logo depois, o contrário! As pessoas acham que devem ser amigas dos ex exatamente porque não sentem atração romântica nem sexual por eles – nessa lógica, seria possível ter uma amizade “pura”.

Acesso sexual

“Para poder continuar a transar com ela/ele”

Mais um plot twist. Em sex(t)o lugar, o motivo é bem direto. O relacionamento acabou, mas as pessoas vêem o ex como um caminho conveniente para matar uma eventual carência.

Pragmatismo

“Ela/ele tinha muito dinheiro”

Por último, surgiram os motivos práticos. A maioria tinha a ver com dinheiro e influência: as pessoas declararam que era razoavelmente importante para elas manter um ex próximo caso ele tivesse dinheiro (ou estivesse prestes a ter no futuro), tivesse o hábito de dar bons presentes, cozinhasse bem, ajudasse a consertar coisas na casa ou fosse cercado de pessoas importantes que dariam boas conexões sociais. Basicamente, tudo que tornava a vida mais conveniente no namoro, mas sem a parte ruim (nem o sexo).

Para mais detalhes sobre o que as pessoas valorizam dentro de cada um desses itens, você pode acessar a pesquisa completa, em inglês, aqui.

Nenhum comentário

-Antes de sair lembre-se de COMENTAR nós damos muito valor a opinião do leitor(você)
-Críticas e elogios serão aceitos para que possamos melhorar cada vez mais.
-Diga com suas propias palavras
-Não use palavras de baixo calão

BOM AGORA QUE JA LÊU JA PODE COMENTAR!
Diga oque voce achou dessa publicação?

Tecnologia do Blogger.