Header Ads

SpaceX lança e pousa dois foguetes em 48 horas

Falcon 9 - BulgariaSat-1

O final de semana foi marcante para a SpaceX. A companhia espacial fundada pelo bilionário Elon Musk conseguiu lançar ao espaço dois foguetes Falcon 9 em menos de 48 horas. Depois de colocar satélites em órbitas, ambos regressaram e aterrissaram com sucesso em plataformas marítimas.

Embora a SpaceX tenha como meta reduzir ainda mais o intervalo entre os lançamentos, as missões do final de semana não foram planejadas desde o início para ocorrer dentro de 48 horas. Na verdade, o primeiro lançamento estava previsto para 19 de junho, mas acabou sendo efetuado na última sexta-feira (23) por causa de problemas técnicos.

O lançamento foi feito a partir do Centro Espacial Kennedy, na Flórida

O lançamento foi feito a partir do Centro Espacial Kennedy, na Flórida

Na missão, um Falcon 9 foi usado para colocar o BulgariaSat-1 em órbita, nas palavras da própria SpaceX, o primeiro satélite de comunicações geoestacionárias da Bulgária. Assim que o procedimento foi realizado, a parte reutilizável do foguete (primeiro estágio) voltou para a “Of Course I Still Love You”, plataforma para aeronaves não tripuladas que a companhia posicionou no Oceano Atlântico.

Quase 40 minutos depois do lançamento, o BulgariaSat-1 já estava em órbita. O satélite deverá operar por pelo menos 15 anos, principalmente na oferta de serviços de TV digital na Europa.

No domingo (25), outro Falcon 9 foi lançado, este a partir da Base da Força Aérea de Vandenberg, na Califórnia. A missão cumpriu o objetivo de colocar em órbita baixa dez satélites da Iridium Communications. Os equipamentos, de nome Iridium-2, fazem parte de um conjunto de 75 satélites de nova geração que a Iridium quer botar em operação até 2018.

Estabilizadores de titânio usados na missão da Iridium

Estabilizadores de titânio usados na missão da Iridium

Novamente, a missão foi um sucesso. Minutos depois do lançamento, o Falcon 9 aterrissou na plataforma “Just Read the Instructions”, esta posicionada no Oceano Pacífico. O próprio Elon Musk chegou a avisar que, por causa das condições climáticas adversas, o retorno poderia ser problemático, mas tudo terminou bem graças ao reposicionamento da plataforma.

Algumas mudanças estruturais no Falcon 9 também ajudaram, com destaque para os novos e mais resistentes estabilizadores de titânio que melhoraram a aerodinâmica e, assim, facilitaram as manobras.

Com o sucesso de duas missões dentro de um período de 48 horas, a SpaceX se aproxima do objetivo de aumentar a frequência de missões — ao menos 24 lançamentos com o Falcon 9 estão previstos para 2017. Para isso, é primordial que a companhia consiga recuperar com sucesso o primeiro estágio do foguete, tarefa que já foi realizada 13 vezes, oito delas a partir de plataformas marítimas.

A estratégia da SpaceX se torna cada vez mais viável, consequentemente: lançar equipamentos espaciais, recuperar os foguetes e então reutilizá-los em outras missões para diminuir custos. O processo de reutilização ainda é lento — o primeiro Falcon 9 levou quase um ano para ser empregado em outra missão depois de sua recuperação —, mas Musk quer fazê-lo em menos de 24 horas.

Alguém duvida que SpaceX conseguirá?

SpaceX lança e pousa dois foguetes em 48 horas

Nenhum comentário

-Antes de sair lembre-se de COMENTAR nós damos muito valor a opinião do leitor(você)
-Críticas e elogios serão aceitos para que possamos melhorar cada vez mais.
-Diga com suas propias palavras
-Não use palavras de baixo calão

BOM AGORA QUE JA LÊU JA PODE COMENTAR!
Diga oque voce achou dessa publicação?

Tecnologia do Blogger.