Header Ads

Teste mostra o sério risco de deixar cachorros dentro de carros estacionados

Ter um cachorro é uma grande responsabilidade. Afinal, você vai precisar cuidar muito bem de um ser vivo, que deve ter suas necessidades supridas, e receber bastante atenção. Eventualmente, você vai precisar sair e levar o doguinho junto. Só que nem todos os lugares deixam animais entrarem. O que fazer? Ah, você vai rapidinho, pode deixar dentro do carro, né? NÃO! E o experimento a seguir mostra por que você nunca deve fazer isso.

O material necessário é:

  • Um dia quente;
  • Um ovo;
  • Frigideira;
  • Termômetro;
  • Um carro estacionado

O interior do carro fica mais quente do que o exterior, chegando a 70ºC em 10 minutos

Todos os anos, animais morrem dentro de carros estacionados. E mesmo que seja “rapidinho”, o animal pode sofrer bastante nessas condições

Em 15 minutos, o cachorro pode sofrer um insolação e ter danos cerebrais

Um ovo deixado dentro do carro por 15 minutos já fica quase pronto para consumo

Mesmo que o dia esteja nublado, pode não parecer quente para você, mas o carro funciona como um forno, e pode ser um risco para o seu cachorro

Num dia em que esteja fazendo 25ºC, a temperatura dentro de um carro estacionado pode chegar a quase 50ºC, em poucos minutos

E numa situação dessa, o cachorro não tem muito o que fazer. Só esperar

O mais triste é que várias tragédias desse tipo já aconteceram inclusive com crianças pequenas deixadas dentro do carro, por horas!

Agora você sabe o mal que faz e não vai ser um sem noção na vida.

Fonte: Lifebuzz

O post Teste mostra o sério risco de deixar cachorros dentro de carros estacionados apareceu primeiro em Tudo Interessante.

Nenhum comentário

-Antes de sair lembre-se de COMENTAR nós damos muito valor a opinião do leitor(você)
-Críticas e elogios serão aceitos para que possamos melhorar cada vez mais.
-Diga com suas propias palavras
-Não use palavras de baixo calão

BOM AGORA QUE JA LÊU JA PODE COMENTAR!
Diga oque voce achou dessa publicação?

Tecnologia do Blogger.