Header Ads

Rock and Roll: 13 livros para quem adora o estilo musical

David Bowie (Foto: Flickr/ Francesco Forte/ Creative Commons )

 

Treze de julho é o Dia Mundial do Rock, o estilo musical que começou no início da década de 1950 e se transformou em um dos mais adorados do planeta. Para quem não quer deixar de um curtir um som mesmo quanto não está ouvindo música, GALILEU fez um setlist especial de livros sobre o gênero. Afinal, hoje é dia de rock, bebê! Confira: 

Só Garotos, de Patti Smith (280 páginas, Companhia das Letras, R$ 33,53)
A cantora e poeta norte-americana escreveu uma autobiografia na qual narra sua trajetória rumo ao estrelato, compartilhando detalhes da relação amorosa com o fotógrafo Robert Mapplethorpe. Ao longo dos capítulos, Smith também mostra como era a cultura dos Estados Unidos na década de 1970.

Capa da canção People Have the Power, de Patti Smith (Foto: Flickr/ John Keogh/ Creative Commons)

 

 

45 Rotações de Rock, de Hervé Bourhis (152 páginas, Editora Conrad, R$ 39,90) 
O livro do francês Bourhis é ótimo para quem gosta de imagens. Uma série de ilustrações originais retrata a origem de singles do rock de diferentes artistas como Rolling Stones, Chuck Berry e White Stripes.

O Rock Errou? — Os Maiores Boatos, Lendas e Teorias da Conspiração do Mundo do Rock, de Sérgio Pereira Couto (216 páginas, Matrix Editora, R$ 37)
Não é só a tese de que Elvis não morreu que assombra o rock. Couto foi atrás dessa e de outras histórias inusitadas, bizarras ou misteriosas para desvendá-las. Entre astros citados na obra estão Alice Cooper, Kiss, Pink Floyd, Led Zeppelin e Kurt Cobain. 

Leia também: 
+ Música estimula a mesma região que sexo e drogas no cérebro
+ 'Clube dos 27': por que rockstars têm menor expectativa de vida

Alguém Come Centopeias Gigantes?, de V. Vale com organização de Fabio Massari (304 páginas, Edições Ideal, R$ 49,90)
O radialista Fabio Massari buscou diversas entrevistas realizadas pelo editor norte-americano V. Vale e selecionou os melhores materiais para montar esse livro. Nas páginas estão conversas com Jello Biafra, Devo, The Clash, Cramps, Timothy Leary, John Waters, Henry Rollins, Lydia Lunch, entre outros. 

A Garota da Banda, de Kim Gordon (292 páginas, Fábrica 231 - Editora Rocco, R$ 22,50)
A artista escreveu um livro sobre sua própria história, relatando os bastidores de gravações, shows e até como foi o fim da banda Sonic Youth. Ela também relata como foi o casamento e o divórico com Thurston Moore, que era guitarrista do grupo. 

Kid Vinil – Um Herói do Brasil, de Ricardo Gozzi e Duca Belintani (160 páginas, Edições Ideal, R$ 39,90)
Kid Vinil foi um dos artistas mais importantes no cenário musical do Brasil. Os jornalistas Gozzi e Belintani, em uma biografia autorizada, contam os principais fatos e acontecimentos da história de Vinil. 

David Bowie: Uma Vida em Canções, de Rob Sheffield (304 páginas, Globo Livros, R$ 49,90)
Jornalista da revista Rolling Stone, Sheffield fez um livro que narra a carreira de Bowie, desde o começo até a morte dele, em janeiro de 2016. Revisitando todas as turnês, discos e músicas, o livro é uma das obras mais completas sobre o criador de Ziggy Stardust. 

Leia também: 
+ 13 músicas de David Bowie sobre o espaço
+ Não, David Bowie não ganhou sua própria constelação

ROCK AND ROLL — Uma História Social, de Paul Friedlander (490 páginas, Record, R$ 74,90)
A obra explica o gênero além da evolução das batidas e da utilização de instrumentos musicais. O livro explora dados poucos conhecidos do rock, como a sociedade reagiu ao conhecer os sons de guitarra e bateria pela primeira vez, e outros fatores que moldaram os subgêneros do estilo. 

Janis, de Diogo Liberano (64 páginas, Editora Cobogó, R$ 30)
Considerada a "Rainha do Rock and Roll", Janis Joplin é um ícone para os amantes de rock. Sem optar por uma cronologia linear, o autor utiliza de situações vividas pela cantora para trazer à tona questões sobre a vida, o sucesso e a morte. 

Cantora Janis Joplin em capa antiga da revista Rolling Stone (Foto: Flcikr/ Looking for Janis/ Creative Commons)

 

Indiscotíveis, diversos autores (196 páginas, Lote 42, R$ 49,90)
Ao todo, 14 discos clássicos da música brasileira são retratos e discutidos no livro por autores e artistas como Emicida, Dafne Sampaio, Rael, Pablo Miyazawa, Arthur de Faria, Bruno Dias, Silvia Ribeiro, Tatá Aeroplano e Kid Vinil. 

50 fatos que Mudaram a História do Rock, de Paolo Hewitt (272 páginas, Record, R$ 59,90)
Momentos que marcaram o mundo e o gênero, como a morte de John Lennon e o o Festival de Woodstock, estão na obra. O objetivo de Hewitt é mostrar como essas situações foram decisivas para mudar o rumo e para entrar na memória do estilo. 

O Quinto Beatle: A História de Brian Epstein, de Vivek J. Tiwary (168 páginas, Editora Aleph, R$ 32,45)
Por trás do submarino amarelo não estava apenas Paul, John, Ringo e George. O livro conta a história de Brian Epstein, empresário que levou o grupo ao sucesso. Epstein é considerado icônico, visto que ninguém fez algo parecido como ele fez com os Beatles. 

O Som da Revolução: Uma História Cultural do Rock (1965-1969), de Rodrigo Merheb (532 páginas, Record, R$ 79,90)
O livro traz dados sobre o período do meio para o fim da década de 1960, com acontecimentos histórios que impactaram a sociedade. Além disso, o autor reúne o que artistas como Jimi Hendrix, Beatles, Pink Floyd e Bob Dylan estavam fazendo na época e como as atitudes dele também influenciaram o modo de viver daquela geração.

Leia também:
+ Banda lança CD que junta Beatles e Star Wars
+ 11 canais para aprender música de graça na internet

*Com supervisão de Isabela Moreira

Nenhum comentário

-Antes de sair lembre-se de COMENTAR nós damos muito valor a opinião do leitor(você)
-Críticas e elogios serão aceitos para que possamos melhorar cada vez mais.
-Diga com suas propias palavras
-Não use palavras de baixo calão

BOM AGORA QUE JA LÊU JA PODE COMENTAR!
Diga oque voce achou dessa publicação?

Tecnologia do Blogger.