Header Ads

Usuários acusam Photobucket de extorsão

Há coisas que a gente precisa aprender desde criança: olhe antes de atravessar a rua, não reaja a assaltos e tome cuidado com as letras pequenas. O famoso serviço de armazenamento de imagens Photobucket mostrou recentemente que o último item não é exagero. Uma discreta atualização nos termos de uso da empresa está exigindo que os usuários paguem uma pequena fortuna para exibir imagens em sites de terceiros.

Photobucket - Imagem por Wikipedia

Em 26 de junho, o Photobucket publicou uma nota em seu blog para avisar que os termos de uso do serviço foram atualizados. Aqui aparece o primeiro problema: os novos termos estavam em vigor desde 20 de junho. A empresa só avisou da atualização seis dias depois, portanto. Pelo o que consta, não houve aviso prévio aos usuários por email ou redes sociais.

Mas o ponto mais surpreendente é o fato de a nota não ter feito menção à mudança mais importante: se os usuários quiserem exibir imagens hospedadas no serviço em blogs, fóruns ou sites de comércio eletrônico, por exemplo, vão ter que assinar o plano Plus 500, que oferece 500 GB de espaço para as imagens e custa US$ 399,99 por ano. Essas informações aparecem de maneira pouco destacada nos termos.

Há opções mais baratas, que custam US$ 59,99 (52 GB) e US$ 99,99 (102 GB) por ano, mas nenhuma delas dá direito à exibição das imagens em sites externos.

Note o aviso no lugar da imagem

Note o aviso no lugar da imagem

Agora vem a pior parte. No lugar das imagens, muitos usuários começaram a notar avisos pedindo que a conta seja atualizada para o plano que permite exibição externa. A partir daí, muita gente passou a considerar a estratégia do Photobucket uma extorsão: a comunicação prévia foi falha e o aviso no lugar das imagens está sendo visto como uma maneira desleal de forçar a assinatura do plano.

A reação foi imediata. Nas redes sociais, vários usuários classificaram a ação do Photobucket como nojenta, desonesta, arrogante e por aí vai. Para piorar, a empresa tem feito comentários vazios sobre o assunto. No Twitter, por exemplo, o serviço só agradeceu o “feedback”:

Ninguém questiona o direito do Photobucket de cobrar por recursos que antes eram gratuitos, mas mudanças tão impactantes assim devem ser comunicadas de maneira adequada para que os usuários tenham tempo para decidir se concordam com os novos termos — também é direito do usuário escolher entre continuar no serviço ou partir para outro.

Do jeito como a mudança foi feita, o Photobucket deu apenas um belo exemplo de como perder clientes.

Com informações: BBC

Usuários acusam Photobucket de extorsão

Nenhum comentário

-Antes de sair lembre-se de COMENTAR nós damos muito valor a opinião do leitor(você)
-Críticas e elogios serão aceitos para que possamos melhorar cada vez mais.
-Diga com suas propias palavras
-Não use palavras de baixo calão

BOM AGORA QUE JA LÊU JA PODE COMENTAR!
Diga oque voce achou dessa publicação?

Tecnologia do Blogger.