Header Ads

Greenpeace mostra quais empresas fazem os eletrônicos mais verdes

O Greenpeace lançou uma versão atualizada de seu guia de empresas de tecnologia verdes, ou seja, as mais amigáveis ao meio ambiente. A organização avaliou as práticas de sustentabilidade de 17 companhias, em quesitos como consumo de energia, transparência na cadeia de produção, materiais químicos perigosos e até obsolescência programada.

Entre as grandes, quem levou a melhor foi a Apple, com nota B-. A empresa de Tim Cook só ficou atrás da Fairphone (nota B), uma fabricante de smartphones modulares criada especificamente com o propósito de ser uma empresa verde. Na outra ponta da lista ficaram as chinesas Oppo, Vivo e Xiaomi, com as vergonhosas notas F em todos os principais quesitos.

Este é o ranking completo:

A organização chama a atenção para a obsolescência programada, uma forma de acelerar o ciclo de troca de produtos ao dificultar a manutenção ou limitar os upgrades. Nesse quesito, Apple, Microsoft e Samsung estão “se movendo na direção errada quanto ao design de produtos sustentáveis”, segundo o Greenpeace, enquanto HP, Dell e Fairphone são as exceções, lançando produtos com maior reparabilidade.

Além disso, de acordo com o Greenpeace, a Apple é a única empresa comprometida a utilizar 100% de energia renovável em sua cadeia de produção, enquanto a Samsung fica no extremo oposto — apenas 1% da energia elétrica utilizada pela fabricante coreana na produção dos eletrônicos é sustentável, segundo a organização.

O relatório também chama a atenção para a falta de transparência da Amazon, que se recusa a informar suas emissões de gases de efeito estufa. Além disso, diferente de outras empresas de tecnologia, a empresa de Jeff Bezos se mantém silenciosa quanto à utilização de materiais químicos perigosos em seus produtos eletrônicos, como o Kindle.

Você pode conferir o relatório completo do Greenpeace nesta página.

Tecnocast 075 – Antiobsolescência programada

No mundo da tecnologia nós sempre ouvimos falar da obsolescência programada, aquela tese de que as empresas deixam os produtos antigos mais lentos a cada atualização de sistema operacional para te obrigar a comprar um novinho em folha.

Mas olhando o copo meio cheio, algumas categorias de produtos ainda conseguem durar, basicamente, até o dia em que efetivamente param de funcionar. E isso entregando uma performance igual ou muito similar ao dia da compra. Neste programa conversamos sobre os gadgets que não atualizamos com tanta frequência. Dá o play e vem com a gente!

Greenpeace mostra quais empresas fazem os eletrônicos mais verdes

Nenhum comentário

-Antes de sair lembre-se de COMENTAR nós damos muito valor a opinião do leitor(você)
-Críticas e elogios serão aceitos para que possamos melhorar cada vez mais.
-Diga com suas propias palavras
-Não use palavras de baixo calão

BOM AGORA QUE JA LÊU JA PODE COMENTAR!
Diga oque voce achou dessa publicação?

Tecnologia do Blogger.